terça-feira, 20 de setembro de 2016

Custom TV - Como o Cidadão Pode Fiscalizar o Poder Público Sem Sair de Casa

NOTA FACULDADE REDENTOR

Itaperuna-RJ
Terça, 20/09/2026
Hoje, mais uma vez, o Congresso Nacional não votou o Crédito suplementar ao Orçamento e que seria destinado ao FIES. A nova votação será no dia 04/10, após as eleições municipais.
E, pasmem, a razão da não votação é que estavam em campanha em seus redutos eleitorais. Mas o que isso afeta a vida do aluno ? Sem essa votação, não se abre o aditamento dos contratos de Fies.
Como agiu a Faculdade Redentor nesse caso todo: colocou todos os alunos que se enquadravam nesta situação como pré matriculados. Estes precisam estar cientes da sua situação em relação ao financiamento estudantil ( FIES), e foi isso a razão do termo de ciência apresentado aos alunos.
Para dar segurança jurídica para o alunos e para a IES. Em nenhum momento foi usado para constranger nenhum aluno, isso não faz parte de nossa ética, e nem da nossa história, como erradamente foi veiculado e dito por alguns poucos.
Repudiamos de forma incisiva. Podemos garantir o seguinte: a Redentor fará tudo que estiver ao seu alcance para que até o momento em que se iniciem os aditamentos do FIES/MEC, trabalharemos para colocar os alunos em condições e aptos a realizar as provas.
Sem nenhum prejuízo no período. Lembrando que alunos e Faculdades em todo o país não tem absolutamente nenhuma culpa e estão sendo prejudicados por esse momento político/econômico conturbado que o país atravessa, onde a disputa política passa por cima do interesses urgentes da educação.
Seria bastante Eficaz que os alunos ( e nós já estamos fazendo isso através de associações diversas) fizessem pressão em cima do congresso nacional para que votem com urgência o PNL 08 que tramita.
Atenciosamente
Luís Adriano Pereira da Silva
Diretor de operações e finanças do Grupo Redentor de Ensino.

sábado, 23 de julho de 2016

MIRACEMA PERDE ANTONIO MORENO AOS 100 ANOS

A cidade de Miracema amanheceu mais triste hoje, perdemos o comerciante Antônio Moreno, que aos 100 anos era ativo e mantinha seu comércio, um açougue, em pleno funcionamento no centro da cidade, além de transitar nas ruas da cidade com o seu famoso "fusquinha".

Moreno era muito querido na cidade, deixa família, filhas Káthia e Kilza e muitos amigos tristes.

O blog está de luto com tão grande perda!

segunda-feira, 18 de julho de 2016

FALECEU FABINHO MERCANTE

Com pesar, informamos que, na tarde desta segunda-feira, 18 de julho de 2016, o pesquisador Fábio Martins Mercante faleceu em Dourados, MS. Ele trabalhava na Embrapa Agropecuária Oeste desde 1998, ano em que ingressou na Embrapa. O corpo do pesquisador será velado na Capela Bom Jesus, na Rua Coronel Ponciano, em Dourados, MS, a partir das 18h. Está sendo verificado pela família o traslado do corpo para o Rio de Janeiro, onde será sepultado.
Mercante possuía graduação em Agronomia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, mestrado em Agronomia (Ciência do Solo) e doutorado em Agronomia (Ciência do Solo) - Departamento de Solos pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Também foi professor credenciado na Universidade Federal da Grande Dourados, no Curso de Pós-graduação em Biologia Geral/ Bioprospecção e na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, no Curso de Pós-graduação em Agronomia/ Produção Vegetal. (Currículo Lattes).
O pesquisador deixou relevantes contribuições para o avanço da ciência e o desenvolvimento sustentável da agropecuária. Atuava com ênfase em Microbiologia do Solo, principalmente nos seguintes temas: fixação biológica de nitrogênio (confira o vídeo sobre a FBN pelo link http://bit.ly/29Huq83), biomassa microbiana do solo, indicadores biológicos de qualidade do solo e sistemas de produção.
Por meio de pesquisa que vem sendo realizada há quinze anos na Embrapa, Mercante coordenou  a identificação e a validação de três novas estirpes de rizóbios para inoculação na cultura do feijoeiro e que deverão chegar em breve ao mercado. Essa é uma importante inovação que futuramente será comercializada junto aos produtores de feijão do Cerrado brasileiro e de todo o País.
O pesquisador também liderou vários projetos pela Embrapa. O último projeto de pesquisa foi em aldeias indígenas de Nioaque e Miranda, em MS, intiulado "Etnossustentabilidade de comunidades indígenas terena: manejo agroecológico e segurança alimentar", encerrado em outubro de 2015.
Participou também como membro da equipe de diversos projetos da Embrapa:
  • Validação da eficiência agronômica de rizóbios para a produção de inoculantes visando atender ao Plano ABC e a plantios de restauração florestal decorrentes do novo Código Floresta
  • Bases genéticas da nodulação e tolerância aos estresses abióticos na fixação biológica de nitrogênio em feijão comum
  • Estratégias inovadoras visando o incremento na eficiência do processo de fixação biológica do nitrogênio com leguminosas de grãos e oleaginosas: da genômica estrutural e funcional ao desenvolvimento de novos inoculantes
  • Uso de parâmetros microbiológicos como bioindicadores para avaliar a qualidade do solo e a sustentabilidade de agroecossistemas FASE II
  • Rede de Recursos Genéticos Microbianos

Congresso - Uma de suas últimas participações em eventos foi durante a XXVII Reunião Latinoamericana de Rizobiologia (Relar) realizada de 6 a 9 de junho de 2016, em Londrina (PR). Ele apresentou palestra com resultados das pesquisas desenvolvidas na Unidade, por meio de palestra intitulada: "Fixação do nitrogênio em soja: A simbiose perfeita?". O tema do evento foi "Fortalecendo as Parcerias Sul-Sul". Ele também participou da XVIII RELARE, de 9 a 10 de junho, também em Londrina.

Sílvia Zoche Borges (MTb-MG 08223 JP)
Embrapa Agropecuária Oeste

Telefone: (67) 3416-9742
Da esquerda para a direita Renato, Larry, Fábio e Gustavo



Fábio Mercante era miracemense, filho de tradicional família da nossa cidade, irmão do jornalista Renato Mercante, do funcionário da secretaria de Saúde, Larry e do policial militar Gustavo e filho de Rosário e Irene Mercante. 


Apesar de estar residindo há muitos anos fora da cidade tem muitos amigos aqui e deixará muita saudade em todos.
O blog está enlutado por tão grande perda!

sexta-feira, 15 de julho de 2016

PERFIL DR. ALAHYR GOUVEIA

Nasceu em Retiro, num tempo em que o distrito pertencia à Lage do Muriaé-RJ e por isso, o coração é mezzo Itaperuna, mezzo Laje.
E coração é o que não falta no literal sentido da palavra a esse médico capaz de identificar qual a doença de alguém em um simples aperto de mão.
Formado em 1954 pela Escola de Medicina e Cirurgia do Rio, hoje UniRio, retornou para a Cidade da Pedra Preta, construindo um dos seus mais sólidos sonhos, a Casa de Saúde e Maternidade Santa Terezinha em 1958.
Entre as alegrias de ter ajudado a nascer tantos e tantos e a curar muitos e muitos, estão os filhos Elizabeth, Luiz Fernando e Reinaldo, sendo 2 deles médicos também, acrescentando recentemente mais um elo à essa corrente da saúde: Alahyr Guimarães Gouveia Neto, recém formado em Medicina por  Federal, como ele, o pai e avô ídolo.
Antes disso, Fernanda, Daniela e Tássia, também netas e médicas. Os olhos do doutor se enchem de água brilhante quando fala de cada um destes elos. Outra neta é enfermeira, e uma das noras idem.
Está cercado de profissionais da área em casa, no trabalho em qualquer parte. Com enorme carinho e respeito se dirigem a ele como O Mestre.
Para chegar a tão elevado nível, viveu dentro de hospitais, a exemplo do que fez durante anos ao morar na CS Santa Terezinha, atendendo dia e noite.
Nasceu em Retiro, num tempo em que o distrito pertencia à Lage do Muriaé-RJ e por isso, o coração é mezzo Itaperuna, mezzo Laje.
E coração é o que não falta no literal sentido da palavra a esse médico capaz de identificar qual a doença de alguém em um simples aperto de mão.
Formado em 1954 pela Escola de Medicina e Cirurgia do Rio, hoje UniRio, retornou para a Cidade da Pedra Preta, construindo um dos seus mais sólidos sonhos, a Casa de Saúde e Maternidade Santa Terezinha em 1958.
Entre as alegrias de ter ajudado a nascer tantos e tantos e a curar muitos e muitos, estão os filhos Elizabeth, Luiz Fernando e Reinaldo, sendo 2 deles médicos também, acrescentando recentemente mais um elo à essa corrente da saúde: Alahyr Guimarães Gouveia Neto, recém formado em Medicina por  Federal, como ele, o pai e avô ídolo.
Antes disso, Fernanda, Daniela e Tássia, também netas e médicas. Os olhos do doutor se enchem de água brilhante quando fala de cada um destes elos. Outra neta é enfermeira, e uma das noras idem.
Está cercado de profissionais da área em casa, no trabalho em qualquer parte. Com enorme carinho e respeito se dirigem a ele como O Mestre.
Para chegar a tão elevado nível, viveu dentro de hospitais, a exemplo do que fez durante anos ao morar na CS Santa Terezinha, atendendo dia e noite. (DO BLOG NINO BELLIENY)

terça-feira, 5 de julho de 2016

LISTA COM TODOS OS FILIADOS A PARTIDOS POLÍTICOS DE MIRACEMA

Veja neste link aqui, a listagem completa de todos os filiados a partidos políticos de Miracema, um trabalho de compilação de Renato Caveari.

Fonte de pesquisa: TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL.

segunda-feira, 4 de julho de 2016

SALÁRIO DO VICE-PREFEITO DE UBÁ TEM AUMENTO DE 72%

Enquanto muitas cidades votam a diminuição dos vencimentos pagos a vereadores, prefeito e secretários, na vizinha cidade de São José de Ubá, os vereadores aprovaram semana passada os novos salários do futuro prefeito da cidade, do futuro vice-prefeito e dos novos vereadores. O novo prefeito vai ganhar um salário 21% maior que o atual prefeito Gean, o futuro vice-prefeito ganhará mais 72% e os próximos vereadores, ganharão um aumento de 16%. 

O vereador Juninho Valeriote, um dos cotados para disputar a prefeitura de Ubá, foi o único vereador a votar contra o projeto.

Uma vergonha essa atitude!

quinta-feira, 30 de junho de 2016

BLOG TADEU MIRACEMA DIVULGA ENTREVISTA COM PROVEDOR DO HOSPITAL DE MIRACEMA

De acordo com as informações noticiadas dias atrás, você permanecerá no cargo de provedor até o próximo dia 30 de junho. Confirma?  
- Realmente eu entreguei a minha solicitação de renúncia ao cargo de provedor, devido a vários problemas particulares relacionados principalmente à saúde dos meus familiares, o que irá prejudicar a minha dedicação integral na gestão do Hospital. Entretanto, devido à dificuldade de encontrar um substituto, tentarei conciliar meu tempo permanecendo no cargo até encontrarmos um novo candidato para desempenhar a função.

Vamos tirar uma dúvida não somente dos leitores, mas de toda a população miracemense: ocorreu na semana retrasada uma reunião do corpo diretivo do Hospital onde foi discutido o assunto da possibilidade de fechamento da instituição?
- Sim.  Na reunião em que eu entreguei o meu pedido de renúncia debatemos a grave situação financeira que estamos enfrentando e como não encontramos nenhuma solução possível, ao nosso alcance, ficou decidido que seria comunicado tanto à Prefeitura quanto aos demais órgãos competentes, sobre a impossibilidade de continuarmos atendendo à população e o conseqüente fechamento da Instituição.  A notícia foi divulgada antes de nosso comunicado oficial, causando um grande transtorno em nossa cidade.  Ao saber da notícia fomos procurados pelo Sr. Prefeito e pela Sra. Secretária de Saúde do Município, pois ficaram muito preocupados com a situação e marcaram uma reunião com o Secretário Estadual de Saúde, no Rio de Janeiro, para buscar uma possível solução.  Na oportunidade, garantiram tanto o Sr. Prefeito quanto o Sr. Secretário Estadual, que não deixariam o Hospital de Miracema fechar.

Sobre gastos decorrentes do mês, tais como: salários, encargos sociais, alimentação, medicamentos, materiais de consumo e outros, em valores aproximados, qual é a média mensal de despesa do Hospital?   
- O total das despesas mensais do Hospital atualmente é de R$ 450.000,00 (quatrocentos e cinqüenta mil reais);

E o valor do déficit mensal?  
- R$ 100.000,00 (cem mil reais) aproximadamente;

Quantos funcionários têm o Hospital?
- 85

Os salários dos funcionários estão em dia?
- Sim.

Atualmente qual é o termo de cooperação da Prefeitura com o Hospital? O repasse está sendo feito corretamente?  
- Para prestar o atendimento dos pacientes do SUS o Hospital recebe o total de R$ 199.000,00 (cento e noventa e nove mil reais) do Governo Federal e R$ 35.000,00 (trinta e cinco mil reais) da Prefeitura Municipal, sendo R$ 21.000,00 (vinte e um mil reais) de incentivo para a Maternidade, R$ 7.000,00 (sete mil reais) de aluguel do prédio do PU e outros R$ 7.000,00 (sete mil reais) de incentivo pela utilização do aparelho de Raio X. 
Devido ao atraso na formalização do contrato de prestação de serviços, vencido em novembro/2015 e renovado só em abril/2016, estamos recebendo uma parcela referente ao mês em curso e uma parcela de valor atrasado, conforme acordo firmado e intermediado pelo Ministério Público e o Conselho Municipal de Saúde, estando em dia o repasse até esta data.  

A Prefeitura paga algum aluguel para ocupar o prédio anexo onde está instalado o PU? 
- Sim, conforme informado acima.

Quais os recursos de outras esferas administrativas, ou seja, do Governo Estadual e Federal?  
- Conforme informado acima.

No início de seu mandato você tentou aplicar algum choque de gestão para amenizar essa crise financeira?     
- Logo de início efetuei o levantamento de nossas Receitas e Despesas totais para conhecer o resultado real e atuar nas duas frentes. O aumento das receitas depende principalmente do Poder Público Federal e Municipal, visto que nossa estrutura disponibilizada ao SUS está em torno de 70 % atualmente.   O restante, 30 % é destinado aos planos de saúde e particulares.  O Governo Federal não atualiza a tabela de procedimentos do SUS há vários anos e o Governo Municipal tem as suas alegações de não poder aumentar o valor do incentivo Municipal, apesar das várias reuniões que fizemos para tratar sobre o assunto.
Sobre as nossas despesas, apesar de ter encontrado um controle bem rígido, muitas dependem de fatores externos, não temos como interferir no aumento dos remédios, das tarifas de energia elétrica, aumento dos alimentos, etc.
Conseguimos reduzir a conta de energia de 27 mil para 14 mil reais.  Substituímos a usina de oxigênio que iria passar a cobrar aluguel de 12 mil reais e contratamos outra por três mil e quinhentos reais.   Congelamos o triênio dos funcionários em um acordo judicial e também o salário dos funcionários que recebiam valores acima do piso da categoria, tudo isso com o consentimento dos mesmos, pois entenderam a situação crítica que estamos passando.  Reativamos o convênio com o Plano SAF para aumentar o atendimento dos pacientes particulares. Iniciamos o atendimento em novas especialidades médicas para atrair novos pacientes.
Estamos em negociação com as empresas AMPLA e OI para cadastramento de futuras doações para aqueles que se interessarem em ajudar o Hospital de Miracema.  Todas estas medidas e outras não mencionadas aqui, não estão sendo suficientes para reverter nossa situação deficitária.

Qual seria o período de sua gestão?
- Iniciei no final de outubro/2015 para concluir o mandato do Dr. Vinícius que vencerá em dezembro/2016.

Falando agora sobre planejamento, supõe-se que havia um projeto de metas para o seu mandato. Poderia nos dizer quais seriam essas metas?
- Na realidade, todo o meu esforço, desde que iniciei, foi em resolver o problema financeiro, pois para realizar qualquer mudança, inclusive contratação de novos profissionais, modernização de equipamentos, etc. depende fundamentalmente de recursos.
Nosso objetivo de planejamento está relacionado com a nossa Missão e Visão de Futuro, buscando sempre um atendimento de excelência, humanizado, sem qualquer distinção entre os usuários.

A evolução da administração hospitalar está diretamente relacionada à história dos hospitais e da medicina. Os hospitais no Brasil, como em qualquer outro país, foram administrados por religiosos, médicos, enfermeiros ou pessoas da comunidade, devido ao fato de não serem vistos como uma empresa e sim como uma “instituição de caridade”. Nem sempre o gestor conhecia a prática hospitalar, nem as técnicas de gerenciamento, pois a escolha ocorria de forma empírica. Na verdade, não existia a figura do gestor, mas, sim, a função de manter a estrutura física e de cuidar das despesas com os poucos recursos existentes. Você é o 1º provedor que é formado em Administração a assumir esse posto?
- Aqui no Hospital de Miracema acredito que sim, mas em outros centros a figura do Administrador já está se tornando uma realidade, não desmerecendo a atuação dos médicos, mas, sim, reconhecendo e valorizando a atuação deles, enquanto gestores, mesmo sem a formação acadêmica e o pouco tempo disponível, muitas vezes se prejudicando profissionalmente em detrimento do bem comum.
Outro fator importante que precisa ser esclarecido é que, no caso do Hospital de Miracema e demais filantrópicos, o Provedor não pode receber nenhuma remuneração pela função, é um trabalho voluntário, o que dificulta encontrar profissionais dispostos a encarar o desafio.

O quadro de médicos que atende ao Hospital atualmente é suficiente? Tem alguma carência de especialista?
- A carência de profissionais está relacionada à falta de recursos disponíveis para a contratação de novos ou mesmo remunerar adequadamente os que aqui trabalham.

O Hospital tem carência com relação à aparelhagem?
- Os equipamentos que dispomos são relativamente suficientes para o nosso atendimento de média complexidade;

A suspensão do plano da CAMEDS não prejudicou somente aos segurados, tenho certeza que o Hospital também foi atingido com a paralisação. O que tem a dizer?  
- O plano CAMEDS representava uma receita para o Hospital em torno de R$ 45.000,00 (quarenta e cinco mil reais) mensais.  Esse valor equivale a quase 50 % do nosso déficit mensal atual. 

Como funciona o plano “Amigos do Hospital”?
- Na realidade trata-se de uma contribuição voluntária, a título de doação, em que o Hospital retribui concedendo descontos quando necessitam de atendimento médico/hospitalar;

O que ficou definido na vinda do Secretário Estadual de Saúde na última segunda-feira?
- Ele visitou o Hospital para conhecer a nossa realidade e os nossos números.  Gostou muito da nossa estrutura e ficou de analisar a possibilidade de conseguir algum recurso adicional para o Hospital.   Sugeriu a transferência da Gestão do PU para o Hospital com a finalidade de sobrar mais recursos com a fusão das duas estruturas.   O Sr. Prefeito concordou com a ideia e vamos tentar colocar em prática o mais rápido possível.

Muito obrigado pela entrevista. Faça as suas considerações finais.
- O Hospital de Miracema é uma Entidade Filantrópica, pertence à população de Miracema, portanto, todos devemos lutar e ajudar de alguma forma para garantir a sua continuidade, prestando bons serviços, principalmente para os mais carentes. (ESSA ENTREVISTA FOI COPIADA DO BLOG TADEU MIRACEMA)

terça-feira, 28 de junho de 2016

MIRACEMENSE CAIO CASTRO VOLTA A TRABALHAR NO GOVERNO

O ex-chefe de Gabinete da Secretaria Estadual de Educação, o miracemense Caio Castro, que é jornalista, voltou a integrar o governo do Estado do Rio de Janeiro. Segundo coluna do jornal O Dia, de hoje, Castro agora trabalhará na Secretaria Estadual de Governo, que tem como titular Afonso Monnerat, ex-prefeito de Bom Jardim.

ONIBUS DA EMPRESA BRASIL NÃO RESPEITA CICLISTA

Hoje nas redes sociais o ciclista José Anderson Caveari postou uma informação de que estava circulando com sua bicicleta numa rua de Miracema e o ônibus da empresa Brasil quase o atingiu, obrigando-o a cair após desequilibrar, para evitar o choque. O ciclista está bem, não sofreu escoriações graves, mas o acidente poderia ter tido maiores consequencias. O fato aconteceu na avenida Nilo Peçanha.

José Anderson comentou: "Esse ônibus da Empresa Brasil me derrubou hoje pela manhã na Avenida Nilo Peçanha, por não respeitar a distância mínima ao ultrapassar ciclista.
O motorista nem sequer diminuiu a velocidade pra saber do acontecido.
Se não quisesse esperar para me ultrapassar, era só ir para a outra pista porque não tinha tráfego contrário e eu estava o mais próximo possível do meio fio".