terça-feira, 5 de julho de 2011

DEPUTADO JOÃO PEIXOTO PODE SER CASSADO

O Ministério Público Federal deu parecer (nº6934-882010.6.19.000) favorável à cassação do deputado estadual João Peixoto no Recurso Eleitoral Contra a Expedição de Diploma, impetrado pelo ex-candidato Cléber Ribeiro Afonso. No parecer, o MPF rejeita alegação de incompetência do TSE citando o entedimento que “compete ao TSE o julgamento de recurso das decisões federais e estaduais”. Depois do TSE, não tem mais para onde João Peixoto recorrer e são enormes as possibilidades de que ele perca o mandato. (Folha da Manhã)

2 comentários:

Adilson Dutra disse...

Vc sabe, meu amigo José, que não sou ligado em política e nem gosto do assunto, mas nesta aqui eu tenho que mandar meu pitaco: Sabe aquele jogador, de futebol, que fica no banco torcendo para o titular se machucar e se dar bem no jogo? Este caso é igualzinho, o suplente tá catucando o caso para ganhar uma vaga. Se eu estiver errado perdoe minha ignorância policia, mas pelo que li é isto aí.
Como diria Sinhozinho Malta, que vota ao ar na semana que vem: "Tô certo ou tô errado?"

Miracema disse...

Caro amigo Adilson Dutra,

Você está certo em parte. Primeiro eu sou da opinião de que se o cara está errado, se adquiriu o mandato de forma errada, é legítimo, a qualquer cidadão, pleitear que ele perca o mandato. Independente de ser suplente ou não.

Segundo é que são vários crimes eleitorais, todos identificados no parecer muito bem elaborado do Ministério Público Eleitoral, conforme informa a matéria do jornal Folha da Manhã. Ou seja, não é só por causa da denúncia do suplente, são vários casos, inclusive denúncias apuradas pela própria Polícia Federal, envolvendo um irmão do deputado.

Concluindo, ele não cai só por causa da denúncia do suplente, cai pelo conjunto da obra. Lamento, porque já até ajudou Miracema.

abçs

José Souto