segunda-feira, 4 de abril de 2011

COMO JK VEIO A MIRACEMA II - A VOLTA DO EXÍLIO - Maurício Duarte Monteiro


No final do ano estava de volta do exílio, chegara pela manhã do dia seguinte do pleito eleitoral. Na porta do avião recebe uma intimação para depor, na parte da tarde, numa Delegacia de Polícia, na Tijuca, perto do Maracanã. Hora a fio depondo. Em sua companhia, Tancredo Neves, Josué Montello e Dr. Sobral Pinto. Outras intimações viriam, a pressão era grande, fazendo com que o ex-presidente voltasse para o exílio, desta vez para Nova Iorque, cidade que detestava. "Aquela necrópole de aço onde penar a solidão do meu espírito". Uma cortina de silêncioi baixou sobre ele, o palco da política era ocupado por outros personagens.

Voltaria ao Brasil em 1966, para o enterro de sua irmã, Maria da Conceição. Amigos conseguiram do Ministro do Exterior, Magalhães Pinto, autorização para voltar ao país, assistir as exéquias e, três dias após estava de volta.

Contrariando a quase todos os amigos e conselheiros, devia esperar mais um pouco. Com a troca de Presidente da República, em 1967, estava de volta ao país, estava cansado de viver no exterior.

Eu estava em Niterói, quando li uma pequena notícia na Coluna Radar do Diário de Notícias que havia prestado depoimento, mais um, nos famosos IPM´s, a que respondia. Na primeira tentativa de encontrar o ex-presidente em seu apartamento, no Rio de Janeiro, cheguei um pouco atrasado e não consegui avistá-lo, já tinha saído de casa. Na portaria do prédio, o porteiro indicou-me um senhor que ali se encontrava e que trabalhava para o Presidente. Apresentei-me e iniciamos a conversa; ele, hábil, sondou-me o máximo possível e o papo prosseguiu até que se disse ser de Itaperuna; então passamos a ter uma conversa melhor sobre a região. Finalizando, dizendo-me: "Volte amanhã cedo, que ele vai te receber".

Texto de Maurício Duarte Monteiro, advogado, ex-presidente da OAB-MIRACEMA, memorialista e autor de vários livros contando histórias locais e regionais. O texto foi escrito exclusivamente para o blog e nunca foi publicado antes.

*Juscelino Kubitschek de Oliveira (Diamantina, 12 de setembro de 1902 / Resende, 22 de agosto de 1976) foi um médico, militar e político brasileiro. Conhecido como JK, foi prefeito de Belo Horizonte (1940-1945), governador de Minas Gerais (1951-1955), e presidente do Brasil entre 1956 e 1961. Foi o primeiro presidente do Brasil a nascer no século XX e foi o último político mineiro eleito para a presidência da república pelo voto direto.

3 comentários:

Anônimo disse...

Eu não entendo por que tanta pompa numa reles visita de um Presidente namorador em Miracema-RJ.
Se fosse o Presidente dos EUA então, nossa!!!...
Já teriam feito até um beast seller.

Miracema disse...

Caro Anônimo,

Foi o único presidente a visitar Miracema em toda sua história e ela merece ser contada.

abçs

José Souto Tostes

Anônimo disse...

DISCORDO DO ANONIMO. TALVEZ ELE NÃO TENHA LIDO NADA SOBRE JK E ANDA ESCREVENDO BESTEIRAS QUE ALGUÉM JÁ LHE SOPROU NA ORELHA.

SOU FÃ NUMERO UM DO JK E ESPERANDO TODO DIA A PUBLICAÇÃO DESSAS CRONICAS DO MAURÍCIO

JANETH