segunda-feira, 4 de abril de 2016

A VIOLÊNCIA DOS "PSEUDOS" TORCEDORES - Ademir Tadeu

Mais uma vítima, um senhor que caminhava para a igreja e não tinha nada haver com a confusão, leva um tiro no peito e passa a ser mais um na estatística brutal da violência das torcidas que se dizem "organizadas". O fato ocorreu ontem pela manhã, no confronto entre corintianos e palmeirenses. 

Por essas e outras os torcedores cada vez mais se afastam dos estádios. Digo os torcedores de bem, pois falta coragem até para levar seus familiares em determinados jogos que são considerados de alto risco, principalmente os clássicos. Os baderneiros - que denomino de marginais - saem de casa armados com barra de ferro e outros artefatos com o único propósito de brigar e até matar, em nome de uma causa que esses malucos dizem ser o "futebol". 


As autoridades têm a sua parcela de culpa na impunidade e na falta de uma legislação específica para esse tipo de crime.

3 comentários:

Yussef Damian disse...

Isso não é caso de torcida organizada e sim de crime organizado, estamos falando de segurança pública. Sem essa que a polícia prende e a justiça solta. Nos casos de briga generalizada nas ruas ou nos estádios a polícia prende uns 4 ou 5 no máximo e serão julgados ou indiciados por briguinha de rua, chega disso, a policia sabe como prender todos e tem meios para isso, 50 ou 100 a quantidade que for. Prendam e esqueçam de julga-los como torcedores e sim como criminosos.

TADEU MIRACEMA disse...

Concordo em gênero, número e grau. São verdadeiros criminosos transvestidos de torcedores.

lenine nunes disse...

Tem que acabar com torcida organizada. Proibir de entrar no estadio. PRENDER TODO MUNDO.