segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

A RECEITA PARA MIRACEMA EQUILIBRAR AS CONTAS É AMARGA

Se o paciente está em estado grave, a dose dos medicamentos deve ser grande, forte e, muitas vezes amarga. A situação econômica dos municípios brasileiros é grave. Em Miracema a coisa é muito pior, pois a prefeitura assumiu compromissos em contratos com valores altos, quase insuportáveis, fez gastos estratosféricos com eventos e festas e esbanjou com contratação de pessoal. Por isso a receita deve ser amarga, para que os salários dos funcionários não fique pendente de pagamento ou seja suspenso.

O blog ouviu dois especialistas em orçamento público, um deles trabalha na prefeitura de Miracema e não vai ser identificado. Na opinião deles, que foram ouvidos separadamente, a prefeitura tem que tomar algumas medidas não simpáticas:

1) Aumentar e intensificar a cobrança de impostos devidos, fortalecendo setores como da dívida ativa e do cadastro imobiliário;
2) Cortar a realização de horas extras de todas as espécies, com exceção das áreas de saúde;
3) Suspender a realização de eventos, tais como exposição agropecuária, carnaval, decoração de Natal e outras semelhantes;
4) Cortar cargos comissionados, inclusive reduzir o número de secretarias municipais;
5) Renegociar todos os contratos da prefeitura, reduzindo, pelo menos 20% de cada um, negociando para que os serviços essenciais sejam mantidos;
6) Reduzir gastos com viagens, hospedagens, translados de toda espécie;
7) Suspender todos os contratos de publicidade e propaganda, mantendo somente aqueles obrigatórios;
8) Suspender patrocínios e subvenções, mantendo apenas o funcionamento do Hospital de Miracema;
9) Revisar todos os pontos de cobrança de energia elétrica pagos pelos cofres públicos;
10) Negociar as dívidas assumidas pela prefeitura, aumentando os prazos de pagamento, reduzindo o valor da parcela.

Nenhum comentário: