sábado, 30 de março de 2013

QUANTO CUSTA UMA EXPOSIÇÃO AGROPECUÁRIA?

Ontem algum anônimo perguntou quanto custa a realização da Exposição Agropecuária. O blog foi a campo e pesquisou na internet alguns preços de shows e do rodeio que ocorrerá na festa de Miracema.

Primeiro é bom que se diga que os valores variam muito, pois quando os artistas estão no auge do sucesso, os valores costumam ser bem maiores do que nos períodos em que estão fora da mídia. Quando um cantor lança um disco, está presente nos principais programas de televisão, os cachês costumam estar em alta.

O cantor Naldo, por exemplo, custava há um ano atrás, cerca de R$ 18 mil por apresentação. Hoje esse valor já está próximo dos R$ 100 mil.

Os artistas que virão a Miracema, não estão em alta, mas no caso dos sertanejos, os preços variam pouco.

Aqui vale uma observação, quando os shows são contratados diretamente com os artistas, esses preços caem substancialmente, sendo que são mais caros quando contratados por meio de empresários terceirizados. Na gestão de Ivany Samel, atendendo recomendação do TCE/RJ, os artistas foram todos contratados diretamente, sem empresário intermediando.

Numa pesquisa rápida, feita com outros contratos dos cantores Daniel, Banda Eva e da Companhia de Rodeio Tony Nascimento, chegamos a valores entre R$ 380 mil e R$ 450 mil, para as três apresentações. Soma-se a isso o valor de gastos com palco, som e luz, aproximadamente R$ 70 mil, incluindo segurança dos camarins e a produção dos shows (hotel, camarim, transporte).

Além disso, entram gastos com gerador de energia, segurança do parque de eventos, seguro do parque, combate e prevenção de incêndios, ECAD e outras despesas, chega-se a mais R$ 50 mil.

No caso de uma exposição especializada do Mangalarga Marchador ainda há despesas com baias e outras despesas, somando mais R$ 60 mil. Ou seja, a festa de 2013 deve custar algo em torno de R$ 630 mil, em preços médios, podendo variar para mais ou para menos.

Um evento como esse se justifica pela visibilidade que dá ao município, gastos de turistas com hotéis e restaurantes e outros ganhos para o comércio local. A prefeitura recebe recursos de patrocínios (cervejarias e outros), além de pagamento das barracas e do parque de diversões. Assim, o valor não é totalmente vindo dos cofres públicos.

6 comentários:

Anônimo disse...

muito dinheiro eu acho

Anônimo disse...

Podia investir na saúde que está uma porcaria.

Anônimo disse...

É HORA DE INVESTIR NA SAÚDE MESMO!!!

Anônimo disse...

Porque antes podia tudo?

Anônimo disse...

Anos anteriores, era a mesma coisa. Pergunte o vereador FABRICIO.

José disse...

NOTA DO BLOG

Em momento algum foi dito pelo blog que esse ano foi diferente dos anos anteriores.

Leiam antes de comentar!!!